Quem é Allan Kardec

Allan Kardec foi o grande codificador do espiritismo. Foi ele o responsável pela publicação das obras básicas da doutrina Espirita Kardecista. Porem seu nome real é Hippolyte Léon Denizard Rivail.

Leon, adotou esse nome para separar suas obras didáticas e cotidianas, produzidas anteriormente, do seu material espírita.

Já que ele trabalhou por 30 anos na sua formação acadêmica, ao qual publicou vários títulos.

 Breve Biografia

Em sua vida acadêmica foi um  professor francês nascido no dia 3 de outubro de 1804 na cidade de Lyon. Foi membro de várias sociedades sábias, entre as quais a Academie Royale d’Arras.

De 1835 à 1840, fundou em seu domicílio cursos gratuitos, onde ensinava química, física, anatomia comparada, astronomia, etc.

Ele foi casado com Amélie Gabrielle Boudet,  e não teve filhos. Amélie também foi professora de Letras e Belas Artes, trazendo de encarnações passadas a tendência inata, por assim dizer, para a poesia e o desenho.

Tornou-se ela verdadeira secretária do esposo, secundando-o nos novos e bem mais árduos trabalhos que agora lhe tomavam todo o tempo, estimulando-o, incentivando-o no cumprimento de sua missão.

Ele viveu boa parte da sua vida dedicando-se a doutrina criando os  livros importantes ao espiritismo, como O livro dos espíritos,  O Livro dos Médiuns, O Céu e o Inferno, A gênese, O Evangelho Segundo o Espiritismo e outros.

Responsável pela disseminação e fortalecimento do espiritismo na Europa, Allan Kardec faleceu aos 64 anos em Paris.

Quando e por que começou a pesquisar e escrever sobre espiritismo?

Por volta de 1855, desde que duvidou das manifestações dos Espíritos, Allan Kardec resolveu entregar-se as observações perseverantes sobre esse fenômeno, principalmente   ao “Fenômeno das mesas que giravam”.

A partir deste interesse ele começou a se  empenhar  em deduzir-lhe as consequências filosóficas destes fenômenos.

Nele entreviu, desde o início, o princípio de novas leis naturais; as que regem as relações do mundo visível e do mundo invisível; reconheceu na ação deste último uma das forças da Natureza, cujo conhecimento deveria lançar luz sobre uma multidão de problemas reputados insolúveis, e compreendeu-lhe a importância do ponto de vista religioso.

Como era o método utilizado?

 O seu primeiro e famoso livro foi  O Livro dos Espíritos, livro base do espiritismo.  Onde a perguntas e respostas sobre a vida espiritual, para esclarecer o assunto de forma mais simplificada.

O Prof. Denizard Hippolyte Léon Rivail fizera as perguntas que eram respondidas pelos Espíritos, sob a direção do Espírito de Verdade, através das cestinhas-de-bico. Psicografia indireta.

Os médiuns, duas meninas, Caroline Baudin, de 16 anos, e Julie Baudin, de 14, colocavam as mãos nas bordas da cesta e o lápis (o bico) escrevia numa lousa. No entanto Kardec utilizou de um método cientifico para comprovar que os fatos ditos eram realmente verdadeiros e seguros.

Ele comparava as perguntas feitas a médiuns que não se conheciam, em diferentes trabalhos mediúnicos (na forma de psicografia), para ver se as respostas se assemelhavam. Desta forma ele observava as respostas que estavam em comum.

E só depois desta árdua analise das perguntas e respostas eram decididas o que realmente poderia ser considerado um fato ao qual deveria ser publicado.

Após, isto o livro era revisado pelo mesmo processo anteriormente citado só que pelo Espírito de Verdade, através de outra menina, a Srtª Japhet. Outros médiuns foram posteriormente consultados e Kardec informa, em Obras Póstumas: “Foi dessa maneira que mais de dez médiuns prestaram concurso a esse trabalho”.

Este livro é, portanto, o resultado de um trabalho coletivo e conjugado entre o Céu e a Terra. O Prof. Denizard não o publicou com o seu nome ilustre de pedagogo e cientista, mas com o nome obscuro de Allan Kardec, que havia tido entre os druidas, na encarnação em que se preparava ativamente para a missão espírita.

O nome obscuro suplantou o nome ilustre, pois representava, na Terra, a Falange do Consolador. Esta falange se constituía dos Espíritos Reveladores, sob a orientação do Espírito de Verdade e dos pioneiros encarnados, com Allan Kardec à frente.

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.